O começo da saga

27/05/2009

Meu computador é um desktop da Dell comprado em 2002. É, portanto, uma antiguidade digna da lixeira mais próxima, para muitas pessoas. Para mim, não. Acho um absurdo as coisas serem feitas para durar tão pouco. Diante do fato de o equipamento não funcionar direito já há alguns meses, resolvi testar quanto esforço e dinheiro custa tentar trazê-lo de volta à vida. Ele está lentíssimo e, a cada clique, bocejo três vezes antes de uma resposta, ou antes de ele travar e precisar ser reiniciado.

O bom é que há outro computador disponível na casa. O ruim é que com isso deixo que o problema se arraste por todo esse tempo, meses.

Levei-o a um técnico ao lado de casa algumas semanas atrás. O diagnóstico foi que o defeito estava no HD, que precisaria ser trocado. Outra “recomendação” (atenção, uma “recomendação”, e não uma “condição” para o troço funcionar) seria acrescentar à memória de 256 MB pelo menos outra de 512 MB. Autorizei a troca do HD, porém achei melhor tentar encontrar uma memória mais barata do que a que ele estava me oferecendo a R$ 130.

Quando cheguei lá, o técnico tinha resolvido trocar também a placa de som. Pensei comigo: caralho, quem autorizou? Mas tudo bem, não falei nada. O que importava é que eu ia levar o computador pra casa e, finalmente, ele ia voltar a funcionar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: